quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Operation Ivy

Olá pessoal! Eu estava meio sumido por falta de tempo mesmo... mas agora estou de volta e continuando essa "vibe" ska que tomou conta dos últimos posts (o Nic com Sublime e o Aquarius com Streetlight Manifesto), eu vos trago uma banda que admiro muito e que é de extrema importância pro chamado "skacore", o Operation Ivy. Sobre a banda, eles nasceram em Albany, na Califórnia (só podia ser lá mesmo) em meados de 1987. Suas principais influências eram as bandas de punk rock mais clássicas (Ramones e The Clash) e as de ska roots (The Specials e Madness). Ah, ainda postarei The Specials aqui, mas em um futuro um pouco distante... Bom, assim sendo, dessa mistura do punk rock com o ska, surge um "novo ritmo", intitulado skacore. O Operation Ivy pode ser creditado como o precurssor do skacore, influenciando diversas bandas, que "bebiam" dessa fonte, tais como Rancid, The Suicide Machines e o próprio Streetlight Manifesto. Depois de apenas dois anos a banda se desfaz, os motivos, dizem as más línguas, foi o sucesso que banda estava alcançando, chegando a assinar um contrato com a EMI, fazendo com que dois dos integrantes da banda ficassem desgostosos, pois eles queriam apenas se divertir, tocar em barzinhos para poucas pessoas e ganhar somente o necessário para se manter. Bom, o paradeiro dos integrantes da banda é um tanto quanto interessante: um deles virou missionário e foi para Nicarágua, que na época enfrentava uma guerra civil violenta, um eu não tenho a mínima idéia e dois formaram, mais tarde, o Rancid! Sim, Tim Armstrong, vocalista e guitarrista do Rancid era guitarrista e backing vocal do Operation Ivy, mas com outro nome, lá ele era conhecido como Lint. Já Matt Freeman era conhecido como Matt Freeman mesmo. Bom, chega de papo furado e vamos ao que interessa. O disco que disponibilizo aqui é o Energy, de 1989, o único "álbum de verdade" lançado por eles, os outros trabalhos são EP's e compilações. Baixem que o disco é bom pra caralho! É só clicar na imagem abaixo e pronto.












6 comentários:

(Salvador) disse...

Voltou bem, hein Bui :D

baixando...

AquariuS disse...

Como sou novo no lance de ska, não conhecia, achei bem bom, algumas faixas mais estranhas com o que eu me acostumei a ouvir, mas bem legal :D

Bob disse...

cara... ska mesmo eh bem mais primitivo isso tem uma batida mais dub junto com a sonoridade do hardcore... eu considero mais ska core mesmo o voodoo glow skull
o might might bosstone o toasters
recomendo aggrolites pro pessoal :D eh bem ska raiz eh bem moderno e tmb o cd do tim armstrong :D in the action :D

Bui disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bui disse...

Valeu pela dica Bob! O do Tim não escutei ainda! E sim, concordo contigo... aliás, acho que o Operation Ivy é muito mais hardcore do que "ska", o certo mesmo seria classifica-lo como uma banda de hardcore... eu apenas quis ser mais genérico... pois se vamos classificar com gêneros e subgêneros as bandas aqui no blog, ia aparecer uma lista sem fim ali na parte direita... hehehehe!

Abraço!

Ah, e Voodoo Glow Skulls é realmente fantástico!

Janemeire disse...

É ska core de qualidade muito bom. O vocalista Jesse Michaels tambem participou de outros projetos como cammon rider e classic of love e deve está por ai mandando som assim como Dave,Tim e Matt...