sábado, 30 de abril de 2011

Festa do Faixa

Taí, como pediram a segunda festa do Faixa vai rolar dia 30/04 com o show da banda Mascates e as playlists do Leon, Luana e do estreante Khaled.

ATUALIZAÇÃO

Lista fechada.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Conheça os DJs da Faixa Desconhecida - Segunda Edição

Como todo mundo já sabe, no próximo sábado, dia 30, vai rolar a segunda edição da festa do Faixa Desconhecida. E como todo mundo também já sabe, o repertório da festa é uma seleção de grandes momentos do rock e assemelhados. Mas dessa vez a seleção é totalmente nova.

A começar pela presença no palco da banda Mascates, com as suas influências de indie rock que boa parte da galera já conhece. Essas influências também alcançam os DJs/blogueiros da noite - mas não são tudo. Então, a gente fez uma pequena entrevista com eles, pro pessoal que for comparecer conhecer quem é que vai embalar a noite de rock no Santa Martha.


@kledac

Qual é a tua relação com a música?

Eu escuto música desde que consigo me lembrar. Quando eu era pequeno era meu pai tocando violão ou então minha mãe com seus discos de vinil. E é claro, como eram bons meus discos da Xuxa... ehehehheehe
Hoje eu passo meus dias escutando música e procurando novos artistas e músicas diferentes para escutar, não faço música, mas minha guitarra ainda está no meu quarto.

Tens um estilo preferido?

É impossível não ter um estilo preferido, mas é importante dizer que eu sou muito eclético e gosto de um pouco de tudo que é tipo de música... Talvez nem todos tipos, mas a maioria deles. Existe a ocasião certa para o tipo de música certa.

Mas voltando ao assunto, eu prefiro rock clássico, alternativo, punk rock, hardcore. Acho que com esses 4 eu consigo alterar tudo que preciso durante o dia.

E bandas/artistas?

Hmmmm aí fica complicado. Mas eu diria:

Metallica
AC/DC
Peal jam
Dead Fish
Dead Kennedys
Offspring
Weezer

Entre muitas outras.

Tu tavas na última festa do Faixa Desconhecida? O que que achasse?

Sim, claro que estava.
Porra, festa do Faixa né? Tava do caralho, com exceção do Robertinho machucando os membros da festa, not cool ;p

O que que a galera pode esperar pra festa do dia 30?

Pode esperar muita música boa, uma playlist para um pessoal que curte um bom rock'n'roll e músicas alternativas. E estarei preparando algumas faixas desconhecidas para a galera ampliar seus horizontes também. Fato é que não vou tocar músicas para quem gosta de ficar parado.


@leonsanguine

Qual é a tua relação com a música?

A música pra mim funciona como trilha sonora, até mesmo pelo fato de que eu ouço o que o meu humor atual manda. Tinha até um site que fazia isso por mim, era bem útil, mas não lembro agora qual era.

Tens um estilo preferido?

Eu ando bem pelo indie rock, a mpb, o rap e alguma coisa de música latina.

E bandas/artistas?

É diferente quando eu ouço Los Hermanos, Strokes e Outkast, mas o Almir Guineto é sensacional também.

Tu tavas na última festa do Faixa Desconhecida? O que que achasse?

Eu fui, mas tive que sair cedo pra levar pessoas bêbadas em casa. Pelo menos enquanto eu tava lá o troço tava bom e a gurizada pulando.

O que que a galera pode esperar pra festa do dia 30?

Pode esperar um troço muito democrático e gente boa, porque muito da playlist foi formado por pedido de pessoas que se farão presentes.


@luanafaustini

Qual é a tua relação com a música?


Mantenho uma relação de amor com a música. Ela está presente integralmente nos meus dias, no mp3 ou na cabeça, ela participa da minha vida como a trilha sonora de um filme.

Tens um estilo preferido?

Por mais clichê que seja dizer que gosto de tudo, é a melhor resposta que me serve.
Sendo alguma que transpareça o que sinto ou que faça eu me divertir, já é uma música que eu gosto.
Mas os estilos que são os mais tocados nos meus ouvidos são rock, indie, britrock e folk.

E bandas/artistas?

Sou muito de momentos, o que ando escutando mais no momento é Mumford and Sons, City and Colour, Jakob Dylan, Medulla, Jorge Drexler entre outros...
Sem nunca deixar de lado os clássicos.

Tu tavas na última festa do Faixa Desconhecida? O que que achasse?

Sim, estava. Foi realmente uma festa bem recebida, pois todos que estavam lá, estavam porque queriam e era explícito o quanto estavam se divertindo.
Deixando o calor de lado, era uma festa que te prendia na expectativa da próxima música que estava por vir.

O que que a galera pode esperar pra festa do dia 30?

O que eu posso dizer é que fiz minha playlist com muito carinho e com a vontade de agradar a todos. Como parte da equipe do Faixa Desconhecida
só tenho a dizer que o pessoal tem muito bom gosto musical e que a festa vai arrasar.

terça-feira, 26 de abril de 2011

IF NOT NOW, WHEN?



Já que o post do CD do Incubus foi deletado por motivos de força maior, deixei a poeira baixar e eles lançarem oficialmente o disco pra postar de novo. Segundo declarações de Brandon Boyd e Mike Einziger, esse album é muito diferente dos demais. Einziger se diz inspirado após sua passagem pela universidade, onde aprendeu bastante sobre como compor, arranjar acordes e etc, e neste disco trabalha em detalhes. Eu particularmente achei bem pop, realmente muito bem trabalhado, mas para os fãs mais conservadores de Incubus, é o pior album. Eu, fã de carteirinha, tendo toda discografia deles, tive que escutar bastante e abstrair o que eles já fizeram até então para conseguir achar este disco realmente bom.

Além do disco, foi lançado o clipe do primeiro hit, Adolescents (Assista aqui)
Bom, sem mais enrolação, baixem o disco afinal, If Not Now, When?

domingo, 24 de abril de 2011

Hot Sauce Committee Pt 2

Sem delongas, baixa esse BAITA disco antes que tirem do ar!
Enjoy!


2011 - Hot Sauce Committee Pt. 2

1. Tadlock’s Glasses
2. B-Boys In The Cut
3. Make Some Noise
4. Nonstop Disco Powerpack
5. OK
6. Too Many Rappers (featuring NAS)
7. Say It
8. The Bill Harper Collection
9. Don’t Play No Game That I Can’t Win (featuring Santigold)
10. Long Burn The Fire
11. Funky Donkey
12. Lee Majors Come Again
13. Multilateral Nuclear Disarmament
14. Pop Your Balloon
15. Crazy Ass Shit
16. Here’s A Little Something For Ya

Superfly


A banda se formou em 2004, por Shiho Ochi e Kōichi Tabo, quando eles se conheceram na Universidade Matsuyama. O nome da banda veio da música de mesmo nome, do Curtis Mayfield.
Eles já lançaram dois álbuns, "Superfly", "Box Emotions" e o terceiro, "Mind Travel", está previsto para 5 de junho deste ano, mas você já pode conferir algumas músicas no Youtube, principalmente o videoclip de "Bepp!!", que é o meu favorito.



Eu não entendo muito bem a história da banda, mas sei que já lançaram um monte de singles, fizeram dois EPs e dois DVDs. O guitarrista (Kōichi) saiu da banda em 2007 por motivos que eu desconheço. E a japa tem um vozeirão, claramente com influência da maravilhosa Janis Joplin (ela até canta "Piece of My Heart" no segundo DVD, e não fica devendo nada pra ninguém).

Bom, vamos falar do segundo álbum, já que eu não posso falar do terceiro ainda.
"Box Emotions" foi lançado em 2 de setembro de 2009. Estreou como número um no ranking semanal da Oricon (nome da parada oficial de álbuns, singles e vídeos musicais mais vendidos do Japão) fazendo o Superfly a primeira artista feminina desde Chitose Hajime à ser o primeiro no ranking da Oricon.
E realmente é muito bom!


sexta-feira, 22 de abril de 2011

Raphael Saadiq



No meu primeiro post no Faixa vou apresentar o músico, produtor musical, produtor executivo, cantor e compositor do neo soul, Raphael Saadiq.

No início de sua carreira fazia parte de um grupo de soul e Rn'B chamado Tony! Toni! Toné!, mas em sua carreira solo é que Raphael conquistou espaço e reconhecimento no hip-hop, Rn'B e soul dos anos 90. Tem em sua bagagem participações com grandes nomes do rap old school como Q-Tip, D'Angelo, Jay-Z entre outros.
Como produtor, Saadiq produziu albuns de Joss Stone, D'Angelo, TLC, Mary J. Blidge e John Legend. Ele e D'Angelo também participavam ocasionalmente de um grupo de "beatmakers" intitulado The Ummah, que contavam com ninguém menos que Q-Tip, Ali Shaheed Muhammad (ambos rappers do grupo A Tribe Called Quest) e, talvez o mais influente produtor de rap dos anos 90, J Dilla. Com a The Ummah eles produziram beats para Busta Rhymes, Whitney Houston, Keith Murray, The Brand New Heavies, Janet Jackson e Jon B.

Acham pouco? Então não para por ai.

Raphael Saadiq já foi indicado 12 vezes ao Grammy, 2 vezes por melhor album. Ganhou apenas em 2003 o prêmio de Melhor Canção Rn'B com a música Love of My Life (An Ode to Hip-Hop), música que foi escrita por Saadiq e mais outros compositores e cantada pela Erikah Badu e Common, que também é soundtrack do filme Brown Sugar de 2002.

Saadiq também é dono de dois selos: Pookie Entertainment e Velma Records.

Em 2008 lançou o album The Way I See It que conta com participações de Joss Stone, Stevie Wonder, The Infamous Young Spodie n' The Rebirth Brass Band e Rocio Mendoza.

Disponibilizo aqui o album All the Hits at the House of Blues, disco duplo de 2003, que na minha opinião é o melhor album dele: DOWNLOAD AQUI

e um clipe, pra mim, um dos mais fodas que vi ultimamente, cuja música é de seu último album: Raphael Saadiq - Good Man

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Lakshminarayanan Shankar

Lakshminarayanan Shankar, L. Shankar ou ainda Shenkar (com "e" mesmo) é um músico, compositor, arranjador, maestro, fotógrafo, físico, pedagogo, vocalista, baterista, percursionista, pianista, violinista e tecladista (talvez tenham mais itens nessa lista).
Shenkar nasceu em Chennai na Índia, porém cresceu em Jaffnam, no Sri Lanka. Seu pai era um estimado violinista e professor na "Jaffna College of Music", acabou se ligando a carnática (música clássica indiana) desde muito cedo. Por vez, seus outros 5 irmãos também seguiram na carreira musical.
Aos 2 anos de idade começou a cantar, aos 5 anos começou a tocar violino e aos 7 já tocava bateria. Como aos 7 anos de idade já possuia algum conhecimento, decidiu realizar seu primeiro concerto.
Enfim, em 69 Shenkar foi para os EUA. Lá conheceu inumeros musicos de jazz, e logo lançou seu primeiro album: "Touch Me There". O album foi produzido por Frank Zappa.
Em 82 lançou sua banda, chamada "The Epidemics". Com essa banda Shenkar lançou 3 albuns.
Ainda nos anos 80, Shenkar desenvolveu um novo instrumento o "stereophonic double violin". Este instrumento "apenas" abrange toda gama da orquestra, ou seja, tudo em um instrumento (contrabaixo, violoncelo, violino, viola).
Fez parcerias musicais com Peter Gabriel, Elton John, Talking Heads, Phil Collins, Yoko Ono, Frank Zappa, Steve Vai, Ginger Baker, Sting, Eric Clapton, Lou Reed entre outros. Recentemente participou do album "Alone I Play" de Jonathan Davis (vocalista da banda Korn, por sinal minha banda favorita).
Além tambem de ter produzido ou participado em trilhas de alguns filmes e séries como: "Paixão de Cristo", "Mar de fogo", "Ali", "Rainha dos Condenados" e "Heroes".



Resumindo, Shenkar é uma lenda da música. E que acredito, poucos de nós conhecemos. Ok, sem hipocrisias, conheci recentemente também.


Antes de ir logo ao album, gostaria de dizer que foi muito, mas muito dificil encontrar. Procurei por todos os lados, até que encontrei, de uma forma meio alternativa consegui adicionar mais esse ótimo album a minha biblioteca. Espero que gostem, trata-se do ultimo trabalho de Shenkar, "Face to Face" de 2009.
Destaco as faixas: "Misery" (participação de Jonathan Davis), "Gentle and Loving" e "Crazy and Wild".


01. Face to Face
02. Misery (feat. Jonathan Davis)

03. Gentle and Loving (feat. Juliett)
04. Evil Eyes (feat Ana Maria Lombo)
05. Game Without An End
06. Foot Steps
07. Crazy and Wild
08. No Cure
09. Darkness
10. One Wish
11. Motivation (feat. Juliett)
12. Paradise (feat. Chloe Trujillo)
13. Path
14. Two Way Thing (feat. Berchee)



Download AQUI!
Opção 2: AQUI!
Opção 3: AQUI!
Opção 4: AQUI!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Phoenix



Em 1992 existia uma banda chamada Darlin' que era composta por 3 caras, dois deles sairam para formar uma pequena banda conhecida hoje como Daft Punk em 93, o terceiro criou uma banda Chamada Phoenix em 95 e lançaram seu primeiro album em 2000.
Phoenix é uma banda francesa de rock alternativo/new wave com muitas influências de daft punk.

O álbum que desejo compartilhar hoje é o último da banda que se chama "Wolfgang amadeus phoenix" de 2009 e que ganhou o Grammy em 2010, vou deixar ele disponível no mediafire, mas também colocarei o link para o torrent para baixar a discografia da banda completa. E abaixo um video com a música mais "conhecida" dos caras.




Espero que curtam o som.

Wolfgang amadeus phoenix
Discografia

BEN KWELLER

Ben nasceu em São Francisco em 1981, mas logo se mudou para o Texas. Lá ele e seu pai tocavam como um dueto com uma setlist que envolvia Beatles, Hollies, Jimi Hendrix e outros artistas dos anos 60. Entre 1993 e 1999, Ben Kweller e mais dois amigos formaram a banda Radish. 
Aos 19 anos, ele se mudou com a sua namorada e atual esposa Liz Smith (inspiração da música Lizzy), para NY onde começou sua carreira solo. Fazendo amostras acústicas por barzinhos da cidade, ele foi notado por inúmeros artistas que resolveram levá-lo para abertura de seus shows. 
O álbum que eu vou compartilhar com vocês é o primeiro dele, Sha Sha de 2002. Eu chamo atenção para as músicas Falling e Family Tree, que são as minhas favoritas hehe Espero que gostem!!!


1. How it Should Be (sha sha)
2. Wasted & Ready
3. Family Tree
4. Commerce, TX
5. In Other Words
6. Walk On Me
7. Make It Up
8. No Reason
9. Lizzy
10. Harriet's Got A Song
11. Falling


segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cavalera Conspiracy - Blunt Force Trauma



Como representante da galera que prefere musica que dá vontade de agredir os outros ao invés de acariciar, trago a este blog que tá ficando quase gay de tão indie, o novo album do Cavalera Conspiracy, que acredito, dispensa apresentações. Mas caso alguém não saiba do que se trata, tem um site novo que pode ajudar.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Novo single do Beastie Boys

Ele tardou, mas parece que o novo disco do Beastie Boys não vai falhar. Com a data de lançamento pra 3 de Maio, eles divulgaram hoje o primeiro single, Make Some Noise que, felizmente, não foi mais uma daquelas viagens pelo mundo da exploração sonora, mas checka aí e enjoy!



terça-feira, 5 de abril de 2011

"Toque Dela", disco novo - e vazado - do Marcelo Camelo



Olá, amiguinhos. Assim como os Strokes, o Marcelo Camelo estava para lançar CD novo por agora. Porém, assim como o da banda americana, o do "ex"-hermano vazou mais do que pia quando a gente mora sozinho e ontem já havia milhões de links na gloriosa internet disponibilizando o disco, batizado como "Toque Dela". Vamos ao Sacrifício:

A Noite: Progressão bacana. Letra seguindo o mesmo padrão do primeiro disco.

Ô ô: Hit. Puxa o disco.

Tudo o que Você Quiser: Legal, vai. Compõe legal o elenco. (?)

Acostumar: Mais guitarras do que o primeiro CD inteiro. Curti bastante, das quatro primeiras, a única que eu coloquei no meu celular pra escutar indo pra faculdade.

Pretinha: Cara, o Camelou plagiou a Mallu aqui. AHAHAHA sério. Ouçam aquela “Get to Denmark” dela.

Três Dias: Faz bem ao disco porque dá uma respirada depois de duas mpúsicas mais agitadas, mas eu não curti muito, não.

Pra Te Acalmar: Fica aqui a dica: Camelo, tua mina é quase loira, PARA DE FAZER LETRA COM MORENA NO MEIO, CARA. (curti bastante)

Vermelho: Uma das melhores, muito boa OH WAIT tem um backing vocal tenso da Mallu no fundo. Fodeu tudo.

Despedida: Legal a referência a "Marinheiro Só" no início. Letra igual a todas as outras.

Meu Amor é Teu: Bombando em depoimentos do Orkut em 5...4...3...2...1...


Enfim, gurizadinha medonha, eu gostei bastante. Talvez depois de ouvir mais algumas vezes dê pra começar a gostar mais do que o primeiro. Tem bastante diferença em relação ao “Sou”, como um pouco mais de guitarras, mas também algumas semelhanças (principalmente no estilo de letras, que, desde o último disco lançado com o Los Hermanos, seguem o mesmo padrão). Não é um "Ventura", mas os trabalhos "solos" (inclua Little Joy aqui também) dos integrantes nunca vão ser.

Download